You are currently viewing Cavalinha – Equisetum spp

Cavalinha – Equisetum spp

Da mesma família de muitas samambaias, a cavalinha apresentou uma evolução interessante, onde suas folhas reduziram-se a escamas, sendo que a fotossíntese é realizada por hastes ocas e articuladas. Para sua reprodução assexuada produz cones contendo esporos. Suas hastes podem medir acima de 2 metros de altura.

Além de ornamental, a cavalinha é considerada um planta medicinal. Gosta de locais úmidos e terra rica em matéria orgânica. É indicada para a composição com outras plantas na beira de fontes e lagos, ou utilizada como maciço, em floreiras ou na frente de casas e outras edificações. É muito rústica e tolerante ao frio, uma das poucas pteridófitas que se adaptam ao sol pleno.

Nome Científico: Equisetum spp
Nomes Populares: Cavalinha, Árvore-de-natal, Cauda-de-cavalo, Cauda-de-eqüina, Cauda-de-raposa, Eqüisseto, Erva-de-canudo, Milho-de-cobra, Pinheirinho, Rabo-de-cavalo
Família: Equisetaceae
Categoria: Folhagens, Medicinal, Plantas Aquáticas, Plantas Marginais, Plantas Palustres
Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo,Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: África, América Central, América do Norte,América do Sul, Ásia, Europa
Altura: 0.3 a 0.4 metros, 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros, 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene